Nova revista QSO sobre Radioamadorismo

Finalmente, foi lançada a tão esperada edição de número um da Revista QSO. Nesta edição, há futebol e radioamadorismo… Como? Sim. Radioamadorismo e futebol estão sempre juntinhos. Que atire a primeira pedra o radioamador que ainda não falou em futebol nas QRGs? Aproveite e faça o download da revista.
Estamos orgulhosos da equipe que trabalhou para a concretização desta edição. Temos uma matéria especial esperando por você nesta edição. Ajude a divulgar a Revista QSO aos seus amigos.
A periodicidade da revista é mensal. Portanto, acompanhe a revista no site ou na página do Facebook onde você também terá acesso a outros conteúdo que são publicados somente em nossa fanpage.
Seja um DXer e ache a gente no Face!
Publicado em amenidades, notícia | Comentários desativados

ANATEL – Taxas 2020 para Serviço de Radioamador

Para a impressão de boletos (ano 2020) da Taxa de Fiscalização de Funcionamento (TFF), no valor de R$9,96 (por estação), e da Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública, no valor de R$3,02 (única), o usuário deverá acessar o Sistema Boleto, o qual a Anatel disponibiliza no seguinte endereço: http://sistemas.anatel.gov.br/Boleto/Internet/Tela.asp

Para este serviço, não será requerido o prévio cadastro, bastando apenas o usuário informar o CPF ou o CNPJ e o número do Fistel correspondente.

O número do Fistel é um código numérico composto de onze dígitos que identifica a autorização que o usuário possui para determinado serviço. Assim, cada autorização, equivalerá a um número de Fistel.

Esse código pode ser encontrado nos seguintes documentos:

1. Boletos Bancários antigos

Verificar os campos Nosso Número (Fistel) ou Número Referência (NRO) ou, ainda,o campo 2. Mensagem.

2. Notificações/Comunicado de Lançamentos

Verificar o cabeçalho ou o verso das notificações.

PAGAMENTO SOMENTE NO BANCO DO BRASIL!

Outras informações aqui

Publicado em notícia | Com a tag , , | Comentários desativados

Nelson Freitas – Foxtrot Juliet

O humorista/radioamador Nelson Freitas Jr. (“Foxtrot Juliet”) dá um show de Radioamadorismo, solidarismo e humanismo com muito humor.
Emocionante!
73′ do Miro.

Conheça mais o Nelson “Foxtrot Juliet”

Publicado em amenidades, opinião | Com a tag , , , | Comentários desativados

Há 98 anos, uma transmissão transatlântica marcava o nascimento do DX

Por Alisson, PR7GA

11 de dezembro de 2019 marca o 98º aniversário dos testes transatlânticos que a ARRL realizou em 1921, organizados para verificar se estações de radioamador de baixa potência poderiam ser ouvidas através do Atlântico usando frequências de ondas curtas (ou seja, acima de 200 metros, ou 1500 KHz).

Nesse dia, uma mensagem transmitida por membros do Clube de Rádio da América, indicativo 1BCG, estação localizada em Greenwich, Connecticut, foi ouvida por Paul Godley, 2ZE, na Escócia, marcando a primeira vez em que sinais de um lado do Atlântico foram ouvidos do outro lado por estações de radioamadores.

Embora o primeiro contato bidirecional só iria acontecer em 1923, o sucesso da transmissão transatlântica de 1921 marcou o início do que se tornaria algo trivial entre os radioamadores americanos e os de outras partes do mundo. Literalmente, 11 de dezembro de 1921 marca o nascimento do DX.

A maioria das transmissões experimentais comerciais em telegrafia sem fio antes da Primeira Guerra Mundial era realizada nos comprimentos de onda “longos”, embora não fossem chamados assim na época. As transmissões de radioamadores no Reino Unido e nos EUA, por outro lado, eram feitas em torno de 200 metros (1500 KHz). Nos EUA, os operadores podiam transmitir com até 1.000 watts de potência em seus transmissores.

Já no Reino Unido, a potência máxima permitida era de 10 watts, e havia restrições quanto às antenas: a altura do mastro e o comprimento do fio combinados não poderiam ser maiores que 30 metros. Por conta disso, na primeira tentativa de atravessar o Atlântico  em fevereiro de 1921, era natural que as estações americanas transmitissem e os europeus tentassem ouvir.

Cerca de 25 estações amadoras dos EUA participaram dos primeiros testes, que ocorreram no início da manhã nos dias 2, 4 e 6 de fevereiro de 1921. Embora cerca de 200 estações europeias tenham participado, nenhuma delas conseguiu ouvir algo que pudesse ser atribuído às transmissões americanas. O primeiro teste havia falhado.

Em setembro do mesmo ano, foi anunciado que um radioamador dos Estados Unidos, Paul Godley 2ZE, iria para a Europa para participar da segunda série de testes planejados para dezembro. Suas despesas estavam sendo pagas pela ARRL que já se orgulhava de ter 15.000 membros contribuintes. Nos EUA, distâncias acima de 3.000 quilômetros já haviam sido alcançadas.

Às 00:50 GMT de 9 de dezembro de 1921, sinais fracos da estação 1BCG foram ouvidos na Escócia pelo radioamador americano, mas não de forma satisfatória. Dois dias depois, finalmente foi ouvida a primeira mensagem completa transmitida por radioamadores dos EUA e recebida na Europa nas chamadas “ondas curtas”.

Após isso, oito radioamadores britânicos também copiaram a mensagem em outros locais do Reino Unido. Um deles foi Bill Corsham, 2UV de Willesden, Londres, que mais tarde seria conhecido como o inventor do cartão QSL. Bill utilizou um receptor simples com três válvulas e uma antena tipo L invertida com 30 metros de comprimento, tamanho muito inferior aos cerca de 100 metros de comprimento que 2ZE utilizou para sua recepção pioneira.

Publicado em amenidades, notícia | Com a tag , | Comentários desativados

QTC FALADO DA LABRE

Por Alisson, PR7GA

Com muita satisfação o QTC da ECRA saúda a volta do mais tradicional informativo do radioamadorismo brasileiro. É o QTC FALADO da LABRE, Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão, entidade que há 86 anos representa o radioamadorismo perante o Brasil e o mundo.

Temos divulgado bastante nas mídias sociais, mas não custa lembrar. Para ouvir o QTC, a partir das 21 horas, horário de Brasília, direto da capital federal, os radioamadores brasileiros dispõem de vários meios:

1. Sintonizando nos 40 metros, frequência 7.123 kHz
2. Quem tem rádio digital (DV) acesse um dos canais:

  • ✅ DMR no Talk Group 724942
  • ✅ Dstar no XRF724D
  • ✅ C4FM no YSF_Brazil_724

3. Quem estiver na Paraíba e Pernambuco, além de partes do Rio Grande do Norte e Ceará, pode acompanhar pelas repetidoras analógicas:

Na Paraíba:

  • ✅ 145.330 (Campina Grande)
  • ✅ 147.150 (Serra do Cajá)
  • ✅ 147.390 (Pico do Jabre)
  • ✅ 145.490 (Monteiro)

Em Pernambuco:

  • ✅ 146.890 Aldeia, Camaragibe
  • ✅ 147.300 Igarassu
  • ✅ 147.090 São Caetano
  • ✅ 145.410 Ipojuca
  • ✅ 439.850 Serra do Jundiá, Vicência

Muitos colegas já manifestaram interesse em retransmitir o QTC por meio de repetidoras locais por todo o país, portanto, fique ligado nas que estiverem ao alcance de sua estação.

Além destes meios via rádio, os colegas de todo o Brasil podem acompanhar o QTC da LABRE por meio  dos muitos WEBSDRs, como por exemplo, o de Pardinho, ou o de Campinas. Podem ainda ouvir por meio de links de áudio na internet, como por exemplo, a web rádio Brasil Rádio ou o link da repetidora da LABRE-MA, ou o link do colega PY2BIL.

Durante a transmissão, será informado como receber gratuitamente um certificado de ouvinte para este primeiro QTC da LABRE, por email.

Logo após o término da leitura, a íntegra do QTC da LABRE, com informações mais detalhadas, fotos e links estará disponível para download na página da instituição em www.labre.org.br.

Parabéns à LABRE por mais esta conquista!

Viva a LABRE!

Viva o radioamadorismo brasileiro!

Receba em primeira mão as notícias publicadas no QTC da ECRA!

Se você usa Whatsapp, acesse ZAP.ECRA.CLUB
Se você usa Telegram, acesse TELEGRAM.ECRA.CLUB
Ou siga o QTC da ECRA no Twitter: TWITTER.COM/QTCECRA

Publicado em amenidades, notícia | Com a tag , , | Comentários desativados