Antena Log periódica – ELK BR

Antena log periódica – ELK-BR com 5 (cinco) elementos, especialmente produzida pelo Joselito, PS8BR, para operações via Satélites.

Excelentes resultados, com ganho de 8 dB em VHF e 9 dB em UHF (*). Fácil montagem e com prática bolsa para transporte.

* Decibéis (dB)

Os termos dB (decibéis) e escala de decibéis  são usados mundialmente para medir o nível de som. A escala de decibéis é uma escala logarítima, em que a duplicaҫão da pressão do som corresponde a 6 decibéis no aumento de nível.

É importante entender que o termo dB pode ter diferentes significados e não tem um uma unidade fixa como as relacionadas a voltagem, metro, e afins. A unidade de dB vai depender do contexto em que ela é utilizada.

Exemplos de diferentes intensidades de som expressas em dB(HL), ou seja, em decibéis de nível do som:

  • 180 dB: Decolagem de foguete
  • 140 dB: Motor à jato em movimento
  • 120 dB: Banda de rock
  • 110 dB: Trovoadas altas
  • 90 dB:Tráfego urbano
  • 80 dB: rádio no volume  bem alto
  • 60 dB. Conversaão normal
  • 30 dB: Susurro suave
Publicado em astronomia, opinião | Com a tag , , , , | Comentários desativados

Grupo de Gestão e Defesa Espectral

O Grupo de Gestão e Defesa Espectral (GDE) é um grupo de apoio ad-hoc e auxiliar da LABRE, a Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão, com a missão de defender o espectro eletromagnético utilizado pelos radioamadores. Sua ação institucional busca sensibilizar autoridades para a coibição das interferências e organização na ocupação do espectro eletromagnético.

A finalidade do site é a difusão das atividades do GDE e informações sobre compatibilidade eletromagnética (EMC), administração e gestão espectral, ações de representação nestas frentes realizadas pela LABRE e pela IARU (União Internacional de Radioamadorismo).

Os conteúdos produzidos por outros veículos de comunicação, clippingsreleasesintegrados ou citados em nosso site e informativos, não necessariamente representam a opinião institucional do GDE, LABRE ou IARU.

Saiba mais aqui

Publicado em legislação, notícia | Com a tag , , | Comentários desativados

Canarinho iambico

Meu novo manipulador telegráfico – Manipulador CW, o famoso Canarinho está em produção, e vc. poderá acompanhar tudo aqui neste post.

Trata-se de um manipulador iâmbico para a prática de telegrafia (código Morse) que era originalmente produzido artesanalmente como “Vespa Dourada” pelo Roberto Danyluk/ PY2USD (in memoriam).
A peça deve ser ligada a um circuito onde, por padrão, o dedo polegar emite os pontos do código Morse e o indicador emite os traços. Seus contatos são de prata para proporcionar melhor contato.

O novo lote 2019 do Canarinho, produção nacional do Mota, já está sendo distribuído. Quem tiver interesse em adquirir esse belíssimo manipulador, de excelente qualidade, pode chamar a Elaine pelo WhatsApp (44) 9.9957.2078.

Confirme os módicos R$380,00 com o frete grátis para todo o Brasil.
73´ do Miro/ PY2GW

Publicado em amenidades, cursos, códigos | Comentários desativados

A LABRE faz por você? Seja honesto.

A ANATEL publicou o Ato Normativo 9.106 que traz o plano de bandas complementar ao Regulamento 697.

Os radioamadores não perderam nenhuma faixa, ao contrário, mantiveram as conquistas espectrais da Resolução 697 e as faixas passantes foram retiradas da norma, entre outros avanços.

Consulta Pública A ANATEL recebeu 166 contribuições durante a fase de consulta pública. A LABRE também enviou sugestões pela retirada das faixas passantes, readequações de modos em algumas sub faixas para comportar usos habituais do espectro e manutenção das condições operacionais para comunicados espaciais em frequências altas.

A ANATEL aprovou sugestões da LABRE e manteve a destinação das faixas de 13 cm e 9 cm com os radioamadores. Outras sugestões enviadas pela comunidade também foram consideradas pela ANATEL como reconhecimento de:

– Elevação do serviço para caráter primário em parte da faixa de 4 mm;

– Elevação do serviço para caráter primário em parte da faixa de 2 mm;

– Elevação do serviço para caráter primário em parte da faixa de 1 mm;

– Manutenção integral da faixa dos 13 cm;

– Manutenção integral da faixa de 9 cm;

– Manutenção das condições operacionais para comunicações espaciais em frequências altas;

– Reconhecimento das estações temporárias localizadas em espaço próximo;

– Nova subfaixa adicional para EME em 13 cm;

– Ampliação de potência máxima para 1,5 kW;

– Reconhecimento dos modos de voz digital, incluindo repetidoras;

– Identificação de frequências para IVG em simplex e interligação de repetidoras;

– Correções de canalizações em repetidoras;

– Reconhecimento de repetidoras em banda cruzada;

– Inclusão de canalizações de repetidoras acima dos 902 MHz;

– Reconhecimento de ACDS com aplicações para estudo de rádio propagação;

– Alinhamento de sub faixas para emissões piloto com a Região 1 permitindo monitoramento mútuo de possíveis aberturas por modos de propagação transatlânticos;

– Acesso desburocratizado a faixas de acima dos 24 GHz;

– Organização das sub faixas em SHF e EHF com novas aplicações.

Link para a Resolução 697: https://tinyurl.com/res-697-2018

Link para o Ato Normativo 9.106: https://tinyurl.com/ato-9106-2018; repetidoras em banda cruzada, frequências IVG na interligação de repetidoras, novo segmento adicional de EME, entre outras.

Embora assinado dia 22 de novembro de 2018, o ato entrou em vigor no dia 26 de novembro de 2018 com publicação interna no boletim de serviços, conforme prazo dado pelo Regulamento 697.

Conquistas e ampliações de direitos.

Em termos gerais a Resolução 697 e o Ato Normativo 9106 configuram uma das maiores conquistas espectrais de toda história do radioamadorismo brasileiro tanto em quantidade como qualidade de atribuições e variedade de aplicações, em destaque mesmo internacional dado o volume de inovações em uma única atualização normativa, uma conquista coletiva parametrizada com as orientações da UIT, a União Internacional de Telecomunicações.

Eis alguns dos avanços:

– Ampliação da faixa dos 30 m;

– Ampliação da faixa dos 80 m;

– Ampliação da faixa dos 160 m;

– Nova faixa dos 2200 m;

– Nova faixa dos 660 m;

– Nova faixa dos 60 m;

– Nova faixa dos 2,5 mm;

– Elevação do serviço para caráter primário na faixa de 6 mm;

– Elevação do serviço para caráter primário em parte da faixa de 1,2 cm.

Continue lendo

Publicado em legislação, notícia | Com a tag , , , | Comentários desativados

ANATEL – Taxas 2019 para Serviço de Radioamador

Para a impressão de boletos (ano 2019) da Taxa de Fiscalização de Funcionamento (TFF), no valor de R$9,96 (por estação), e da Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública, no valor de R$3,02 (única), o usuário deverá acessar o Sistema Boleto, o qual a Anatel disponibiliza no seguinte endereço: http://sistemas.anatel.gov.br/Boleto/Internet/Tela.asp

Para este serviço, não será requerido o prévio cadastro, bastando apenas o usuário informar o CPF ou o CNPJ e o número do Fistel correspondente.

O número do Fistel é um código numérico composto de onze dígitos que identifica a autorização que o usuário possui para determinado serviço. Assim, cada autorização, equivalerá a um número de Fistel.

Esse código pode ser encontrado nos seguintes documentos:

1. Boletos Bancários antigos

Verificar os campos Nosso Número (Fistel) ou Número Referência (NRO) ou, ainda,o campo 2. Mensagem.

2. Notificações/Comunicado de Lançamentos

Verificar o cabeçalho ou o verso das notificações.

PAGAMENTO SOMENTE NO BANCO DO BRASIL!

Outras informações aqui

Publicado em notícia | Com a tag , , | Comentários desativados